Popará

terça-feira, junho 5

A natureza das coisas

Meu tapete está tão sujo que está me deprimindo. Eu fico olhando para ele enquanto ouço músicas que eu não quero ouvir, mas que me forço a enfrentar porque me dei ao trabalho de baixar. A vida já é tão cheia de obrigações e, não satisfeita, eu crio mais algumas para matar meu tempo.

Estou organizando alguns cds de mp3 (e olhando para o tapete) e me deparo com álbuns que eu ouvi uma única vez - a maioria pela metade - e acho que nunca mais vou voltar a escutar.

caesars palace - love for the streets
the house of love - days run away
tullycraft - singles
montag - going places
little barrie - we are little barrie
starsailor - silence is easy
isobel campbell - amorino

Uma pausa para ouvir "Fuzzy". Nem tudo está perdido.

fleetwood mac - tusk
hot hot heat - elevator
the thrills - lets bottle bohemia
the horrors - strange house
fountains of wayne - traffic and weather
feist - the reminder

Se você souber da existência de algum motivo bom - mas bom mesmo - para eu ouvir algum desses discos uma segunda vez, vá aos comentários. Ou cale-se para sempre.

23:48, encaro o tapete e tento me animar a limpá-lo. É tarde, mas amanhã vai ser ainda mais difícil. Tem show do José González no Sesc Vila Mariana, compromisso obrigatório (você deveria ir) e aí foda-se o tapete porque não se sai de um show de um sueco como ele para limpar nada que não seja a própria alma. Seria mundano demais, e José González é etéreo. Vamos respeitar a natureza das coisas.

2 Comments:

  • O disco do The Horrors tem 'Sheena Is A Parasite', que sempre vale ser ouvida em ocasiões em que o corpo está devidamente octanado

    By Blogger Diego, at 7:52 AM  

  • Você precisa é de umas doses de música eletrônica. Os discos nunca ficam velhos.

    :)

    By Anonymous rodrigo c., at 9:52 AM  

Postar um comentário

<< Home